sábado, 16 de janeiro de 2016

sobre a dengue

Casos de dengue em Mato Grosso passaram de 29 mil no ano de 2015 Aumento foi de 150,6% em um ano se comparado a período de 2014. Cuiabá, Matupá, Sapezal, Sorriso, Rondonópolis e Juína registraram mortes. 13/01/2016 09h38 - Atualizado em 13/01/2016 09h38 Do G1 MT Casos de dengue passaram de 29 mil em 2015 (Foto: Reprodução/EPTV) Os casos de dengue em Mato Grosso passaram de 29 mil registros em 2015. De acordo com dados da Secretaria Estadual de Saúde (SES) divulgados nesta terça-feira (12), o aumento foi de 150,6% em um ano se comparado ao mesmo período de 2014. No ano retrasado Mato Grosso registrou 11.729 casos. Segundo a SES, oito municípios estão no 'ranking' de casos de dengue, sendo responsáveis por 53,4% do aumento da doença no estado: Sinop (3.892 casos), Cuiabá (3.189 casos), Várzea Grande (2.192 casos), Primavera do Leste (1.256 casos), Sorriso (1.245 casos), Campo Novo do Parecis (1.181 casos) e Lucas do Rio Verde (701 casos). De acordo com o boletim, dos 141 municípios mato-grossenses, 92 ainda apresentaram alta incidência de dengue, com índice superior a 300 casos por 100 mil habitantes em 2015 – que é o preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A incidência registrada no estado foi de 799 casos para cada 100 mil habitantes. Ainda foram notificados sete óbitos por dengue nos municípios de Cuiabá (2 casos), Matupá, Sapezal, Sorriso, Rondonópolis e Juína. Outras duas mortes seguem em processo de investigação, aguardando o resultado do laboratório. Chikungunya e zika vírus Trinta e dois municípios tiveram casos de Chikungunya notificados no Sistema de Informação de Agravos de Notificação (Sinan), totalizando 207 casos durante o ano de 2015. Entre as cidades que apresentaram mais casos estão Mirassol d’Oeste (41 casos), Campo Novo do Parecis (39 casos) e Cáceres (29 casos). Além disso, 779 amostras foram encaminhadas para laboratório para diagnóstico diferencial, dos quais quatro casos foram confirmados, sendo três importados e um autóctone no município de Cuiabá. Em relação ao zika vírus, 1.815 amostras foram encaminhadas para laboratório. Deste total, 39 amostras foram liberadas com 14 exames positivos: dois de Rondonópolis, um de Tesouro, cinco de Cuiabá, cinco de Várzea Grande e um de Vera. Além das amostras biológicas, 57 municípios notificaram casos de zika vírus totalizando 4.053 casos. Entre as cidades que apresentaram mais casos estão Várzea Grande (1.424 casos), Cáceres (1.024 casos) e Chapada dos Guimarães (250 casos). Outra informação apontada no boletim é que 99% dos municípios mato-grossenses são infestados pelo mosquito Aedes aegypti. A secretaria faz o seguinte alerta para a população: deve se manter atenta e realizar a limpeza diária nas residências, evitando o acúmulo de lixo. Entre as principais medidas de prevenção a serem tomadas pelas pessoas estão: manter a caixa d’água tampada de forma adequada; não acumular vasilhames, lixos e embalagens no quintal; limpar com frequência as calhas; e colocar areia nos pratos dos vasos de planta.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faça um blogueiro feliz comente--->