quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Nascimento do meu Bebe

video

Como cuidar do Beb (em DVD) wwwcuidardobebecom

video

vamos falar de gestação do coração


que legal falar sobre mães que adotam crianças,eu tive 8 filho mas imagino o sofrimento de uma mulher que desde de cedo ,sonhou em ser mãe ai se casa ai ao passar dos anos descobrem que por algum motivo não pode realizar o sonho de ser mãe,apesar de hoje haver metodos de fertilização in vitro mais então passar por todas estas tentativas,e não conseguir,é pior,se eu fosse uma mulher estério confesso a vcs não faria inseminação,eu acho que se Deus te fez esterio é porque não foi chamada pra gerar mais sim ajudar tantas crianças orfãs ou abandonadas por seus pais biológicos,nada acontece por acaso não é mesmo,se eu fosse saúdavel ,eu adotaria uma menina ai eu colocaria ela pra sugar pra descer o leite e faria doação de de leite,eu tinha tanto leite que esguichava,da até saudade do tempo que ainda dava a luz,mas por vontade de Deus parei de mentruar aos 38 anos e não engravido mais,eu amava dar a luz apesar das dores serem terriveis mas dá a luz é um acontecimento lindo,vc vê a criança saindo de vc ,que prazer na alma ,eu achava bonito eles por o bebê ainda suginho sobre a mãe e eles com olhar de surpresa erguem a cabecinho como dizendo é vc miha mãe que lindo dar a luz !!!


Na Semana Mundial da Amamentação, que começou hoje, tem um significado especial para um grupo de mulheres: um hospital público do Recife está ajudando mulheres a realizar um sonho que parece impossível: amamentar sem ter engravidado.

Coral, dança, palhaços, distribuição de folhetos... Para marcar a semana da amamentação, os especialistas lembram: não existe alimento mais completo para os bebês do que o leite materno.

"A primeira vacina que o bebê vai tomar é o leite materno", explica Bernadete Dantas, médica.

O que pouca gente sabe é que mulheres que não engravidaram, que nunca tiveram bebês, também podem amamentar. A produção do leite é estimulada através de um processo de lactação induzida. De 14 mulheres que tentaram, oito conseguiram amamentar.

O Instituto Materno-Infantil de Pernambuco desenvolve o tratamento. Ao sugar o peito, o bebê estimula a produção de leite.

"A medida que ele estimula, os estímulos vão até o cérebro, a hipófase, e o leite é liberado. São liberados hormônios responsáveis pela produção e saída do leite", esclarece a Dra. Bernardete.

Uma das primeiras a desafiar os hormônios foi a jornalista Leiane Correia. Solteira, sem nunca ter engravidado, ela quis amamentar a sobrinha, depois que a irmã morreu deixando a filha prematura de seis meses. Tudo foi registrado. Dora hoje está com 3 anos.

"A idéia da amamentação foi mais de troca, troca de amor, pra mostrar o quanto Dora era querida, o quanto ela era importante na vida da gente", revela Leiane.

Com três filhos, o caçula com 4 anos, a professora Maria do Socorro resolveu adotar Mayara. A menina, com dez dias de vida já está mamando no peito.

"A gente fica emocionada porque é muito bom. A gente sabe que faz bem, tá criando este vínculo. A gente sente o neném como filho da gente mesmo", emociona-se Maria do Socorro.

Você pode ver a reportagem no site:

http://jornalnacional.globo.com/

Leia mais sobre este tema - Lactação Adotiva no nosso site -www.aleitamento.com

A Clínica Interdisciplinar de Apoio à Amamentação realiza este processo de indução à lactação - marque uma consulta para mais informações.

Prof. Marcus Renato de Carvalho

Autor: Jornal Nacional - TV Globo
Data: 2/10/2003